Conecte-se conosco

Parauapebas

MOVIMENTOS SOCIAIS PEDEM A EXONERAÇÃO DE EURIVAL MARTINS DA SEMPROR

Publicado

Em

Em protesto os movimentos sociais resolveram interditar a estrada que dar acesso a ferrovia na região do Palmares Sul e Palmares 2

Integrantes de Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e outras organizações do campo ocuparam o prédio da prefeitura de Parauapebas, Sudeste do Pará, na última quinta-feira (22/03), a ação fez parte da Mobilização Nacional dos Trabalhadores e após 15 meses de espera e frustração absoluta falta de medidas distributivas da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) no município e com políticas públicas efetivas de distribuição de renda para os Trabalhadores.

Os sem terras também denunciam a paralização e abandono da Reforma Agrária pelos governos, os 20 anos do assassinato de Onalício Barros (Fusquinha) e Valentim Serra(Doutor) cujos os mandantes continuam soltos e impunes, contra os despejos no sul do Pará e por um programa de apoio à agricultura com diálogo e participação com os trabalhadores e a exoneração de Eurival Martins, o Totô, da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror).

Os agricultores afirmam estarem insatisfeitos com a administração do Secretário, mediante a falta de acordo entre a categoria e a Prefeitura de Parauapebas, na manhã desta sexta-feira (23/03), os movimentos sociais resolveram interditar a estrada que dar acesso a ferrovia na região do Palmares Sul e Palmares 2. Os manifestantes usaram pneus e atearam fogo para impedir o acesso as localidades.

Segue nota encaminhada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas
A Prefeitura Municipal de Parauapebas comunica que, de acordo com o relatório apresentado pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), na gestão de Eurival Martins, o Totô, os resultados dos serviços realizados na zona rural do município são satisfatórios.

O governo manterá o secretário em suas funções para dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado, no intuito de fortalecer e agregar ainda mais valor ao campo, buscando o desenvolvimento do produtor rural e o bom diálogo com as entidades do campo, o que sempre foi uma diretriz do governo municipal. A gestão entende que as críticas são construtivas e enfatiza que a decisão de manter o secretário não muda a abertura do diálogo com os produtores.

Desde que assumiu a pasta, o secretário tem priorizado a organização e contratou equipes técnicas, como agrônomos, veterinários, zootecnistas e técnicos agrícolas; fortaleceu parcerias com todos os agentes de assistência técnica do município, entidades e órgãos ligados ao campo como, Ufra, Emater, ICMBio, Embrapa, Adepará; reestruturou a frota de veículos da Sempror que estava sucateada; aditivou contratos para atender o campo. As ações são realizadas em constante parceria com a comunidade, o inclusive demonstra a transparência e o bom diálogo com os produtores, para se ter uma ideia já foram mais de 100 reuniões por toda a zona rural em 14 meses de governo.

Advertisement

Notícias mais lidas

Todos os direitos reservados © 2017 - 2018 a Parauapebas Aqui Agora de Comunicação.

error: Content is protected !!