Conecte-se conosco

Marabá

Acidente deixa vítima fatal

Publicado

Em

Entre as vítimas de acidente no final de semana em Marabá e região, está José Gilson de Lacerda Sousa, de 38 anos. Ele pilotava uma moto pela Rodovia BR-230 (Transamazônica), no sentido São Domingos/Marabá, quando colidiu com uma caminhonete Triton Glx, que seguia em sentido contrário e cruzou a pista irresponsavelmente, em uma das entradas da Cidade Jardim. Passava um pouco das 18h de domingo (25), quando o acidente aconteceu.

Lacerda sofreu fraturas nas pernas e foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que o conduziu ao Hospital Municipal de Marabá (HMM), onde seria feita cirurgia nas pernas, mas o rapaz se queixava de dores no peito. Possivelmente a dor era provocada por hemorragia interna. Por volta das 22h ele começou a piorar e sentia dificuldade de respirar. Por volta de meia-noite e meia ele morreu no hospital.

De acordo com o relatório feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista da caminhonete, identificado como Expedito Ferreira de Sousa Filho, de 28 anos, andou alguns metros pelo acostamento na contramão da pista de rolamento, por isso colidiu com a moto pilotada por Lacerda.

Como em princípio, pareceu se tratar de um caso de lesão corporal, o motorista foi liberado – para responder ao inquérito sem ficar detido – após passar pelo teste do bafômetro e ficar comprovado que ele não ingeriu bebida alcoólica. Ele também teria sido levado para o Hospital Municipal, mas desapareceu desde o momento do acidente.

Há uma informação não oficial de que ele estaria disposto a se entregar à polícia – obviamente depois de passar o período do flagrante – para responder por homicídio culposo, que é quando o causador da morte não tem a intenção de matar.

O corpo de Lacerda foi levado para a localidade de Vila Santana, que fica em São Domingos do Araguaia – para velório e sepultamento –, onde moram os pais dele. Inclusive, era da casa dos pais que ele voltava quando sofreu o terrível acidente. Lacerda morava na Folha 28, trabalhou como segurança e era muito conhecido em Marabá. Ele também passou pelo teste do bafômetro e também deu negativo, até porque quem o conhecia sabe que Lacerda não bebia.

Saiba Mais

A iluminação e a sinalização naquele trecho da rodovia federal são precárias, pois não conseguiram acompanhar o crescimento da cidade. A pista, que antes era cercada por fazendas, hoje divide dois condomínios e um enorme bairro, com várias entradas. Outro elemento complexo é o intenso fluxo de veículos pesados, somado aos veículos de passeio aos finais de semana. Alia-se a isso a imprudência de muitos condutores, sobretudo de caminhonetes, que, em geral, não respeitam os motociclistas e atravessam a pista inadvertidamente, como foi o caso.

(Chagas Filho)

Fotos: Divulgação

Fonte: Correio dos Carajás

Advertisement

Notícias mais lidas

Todos os direitos reservados © 2017 - 2018 a Parauapebas Aqui Agora de Comunicação.

error: Content is protected !!